01.05.10

... correr para ti ao fim de cada dia (ou mesmo de uma parte dele) e esconder o cansaço do que termina, no conforto dos teus braços.

É ver-te ao longe, naquela ponte, ao vir ter comigo... (aquela pequena parcela de caminho que falta parece interminável, e acelero o passo o mais que posso para te encontrar depressa....)

 

Que prazer me dá entrelaçar os braços no teu pescoço, juntar o meu peito no teu, sentir-te a apertar-me bem forte, sentir os cantos dos teus lábios no meu pescoço, perceber assim o rasgar do teu sorriso!

 

Já te disse como gosto dos teus abraços?  : )

 

sinto-me: feliz, completa, preenchida,..
tags:
publicado por Vera às 22:50

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



"Quem se aborrece com a repetição, porque não é capaz de gozar as subtis diferenças que ela nos traz, não conseguirá mais do que repetir o seu aborrecimento, mudem o que mudarem os seus hábitos quotidianos". (Fernando Savater)
mais sobre mim
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


arquivos
2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO